Liderança se aprende vivendo

Liderança se aprende vivendo


Liderança se aprende vivendo
Liderança se aprende vivendoChega um momento da vida profissional que nos deparamos com um impasse: como dar um passo adiante e evoluir em nossa carreira, assumindo uma posição de liderança? Na maioria das organizações - e aparentemente, nos processos seletivos para MBA''s também - há uma crescente busca por profissionais que tenham exercido posições de liderança anteriormente.

Esse questionamento surgiu quando, durante um bate-papo de sábado à noite, uma das pessoas que compunha o grupo estava comentando a respeito de suas aplicações para cursos de MBA nos Estados Unidos, e ela questionava o que falar quando fosse perguntado a respeito de experiência com liderança. Apesar de uma trajetória acadêmica brilhante, a preocupação dela é que, aos 25 anos, recém saída de dupla formação em universidades paulistanas de primeira linha e mestrado em Administração, ela não teve oportunidade para ter uma posição efetiva de liderança em uma organização.

Tendo essa conversa em mente, gostaria de pensar um pouco sobre o que é Liderança. Existe uma vasta literatura que nos indica as várias definições para Liderança. Contudo, vamos partir do básico, do significado do próprio termo na Língua Portuguesa: "função, posição, caráter de líder". Ou, melhor dizendo, seria a habilidade que uma pessoa teria para conduzir um grupo de pessoas em direção a um objetivo, de acordo com a Wikipédia.

Se formos pensar nessa simples definição, vemos que a posição de liderança é muito mais uma característica pessoal que pode ser encontrada em diversos momentos da nossa vida do que uma qualificação profissional específica.

Pensemos: uma pessoa que, frente a problemas familiares, assume a condução de seus parentes na direção da resolução efetiva destes problemas, não poderia ser considerada um líder? Indo um pouco mais além: uma pessoa que, no meio de um grupo de amigos, é capaz de fazer com que eles cheguem a uma conclusão sobre onde jantar e depois sair para dançar no sábado à noite, não poderia ser considerada um líder?

Assim, se refletirmos a respeito unicamente na simples definição de liderança, vemos líderes aptos em várias ocasiões e em diversos locais. Liderança se mostra no dia-a-dia, de acordo com as situações apresentadas e das características de personalidade que diferenciam cada uma das pessoas.

Não entrarei aqui no mérito da questão dos conceitos e tipos de Liderança. A intenção é discutir o significado puro e simples desta característica tão valorizada hoje em dia. Acredito que Liderança é uma competência que pode ser desenvolvida nas pessoas, bastando proporcionar oportunidades que permitam que elas se coloquem em situações de comando, assim como um bom coach para orientá-la.

Quando a pessoa é colocada frente a situações onde agir como um líder, é importante para o desenvolvimento de suas capacidades e para o bom andamento do grupo. Outra característica poderá ser também desenvolvida: a auto-estima. Frequentemente, bons líderes demonstram possuir auto-estima elevada. E, esta característica provém de confiança em si mesmo e nos seus conhecimentos, e suas opiniões. É demonstrar-se seguro frente às circunstâncias e saber tomar decisões adequadas ao problema apresentado.

Concluindo, se alguém quer ser um bom líder, deve começar a praticar esta liderança com as pessoas que estão perto dele. Deve se expor e mostrar sua competência para tomar a frente das situações, sem medo de errar e de ter que começar de novo.


Ana Paula Pinheiro
Graduada em Psicologia e MBA em Gestão Empresarial, desenvolve projetos de recrutamento e seleção, expatriados, comunicação interna, desenvolvimento organizacional e Gestão de Pessoas.