O poder de um paradigma e a sua importância para o sucesso profissional

O poder de um paradigma e a sua importância para o sucesso profissional

O poder de um paradigma e a sua importância para o sucesso profissional
Nestes últimos anos ouvimos falar muito de paradigmas. É paradigmas "pra cá" é paradigmas "pra lá". Mas, afinal, o que é e em que me afeta os meus paradigmas.
Vamos com calma, para entendermos melhor esta misteriosa palavra vem do grego e tem como significado definir modelo, teoria, percepção, pré-suposto ou padrão de referência. Resumindo paradigma é a maneira como "vemos" o mundo - não no sentido visual, mas sim em interpretação e compreensão. Mas como isso me afeta Jeremias?
Simples. Vamos ilustrar o paradigma como um mapa, já que é ele que me dá referencias de vida e decisões. Agora, por exemplo, você está no centro da cidade de São Paulo, mas não conhece a cidade e, então, vai ate uma banca e compra um mapa para se orientar melhor. Mas o impresso está com defeito e o mapa que você acabou de comprar não é da cidade de São Paulo e sim do Rio de Janeiro. Você não sabe disto e tenta se orientar pelas informações que comprou. Consegui imaginar a confusão?
Você pode até tentar mudar seu comportamento. Tentar aumentar sua velocidade, ser mais empenhado e esforçado, mas como seu "mapa" não é o certo você só irá mais depressa para o lado errado. Então, decide modificar sua atitude tento pensamentos mais positivos, mas mesmo assim você não irá para o lugar certo, pois seu mapa está errado.
Se você não tem as referencias certas estará sempre indo para o lado errado. Muitas vezes, um paradigma pode ser confundido com princípios de vida. Princípios são as leis que regem a nossa vida, o paradigma é como vemos e lidamos com esses princípios.
Mas como eu e você não nascemos com 1m83cm de altura, sabendo ler e escrever e tivemos que aprender isso ao longo da vida, assim também vamos formando nossos paradigmas. Cerca de 90% dos paradigmas que nós carregamos conosco são herdados de nossos pais, avós, irmãos mais velhos ou pessoas que tivemos muito contato em nossa infância ou até mesmo uma pessoa na qual temos muitas referências mesmo na vida adulta.
Uma criança, por exemplo, que cresce ouvindo e recebendo a informação de que o dinheiro é a raiz de todos os males, terá uma chance enorme de ter problemas financeiros na vida adulta. Isso pode ser um desastre, pois achamos que estas referências são as corretas, acreditamos nisto. Foi isso que aprendemos e defendemos isso com "unhas e dentes", por toda nossa existência. O que acontece aqui na maioria das vezes é que por não nos questionarmos sobre estes paradigmas limitamos nossas ações em favor de nosso sucesso pessoal e profissional. Pare e pense por um instante e tente lembrar quantos paradigmas você herdou de seus familiares, tente listar apenas três. Quais são as bases destes paradigmas? Eles o auxiliam ou o prejudicam na fase da sua vida adulta?
Por favor, não estou tentado questionar a educação que você teve de seus pais. Apenas ilustro o fardo que, muitas vezes, carregamos em vão e que nos prejudicam de ver as coisas como elas realmente são. O que vemos depende de onde estamos. Vemos o mundo não como ele realmente é, mas sim como nós somos ou como somos condicionados a vê-lo.
Podemos tentar mudar nossas atitudes, nossas palavras, nossos comportamentos, mas isso só será uma máscara se não mudarmos nossos paradigmas. E se não fizermos isso, viveremos uma vida de aparências, teremos um sucesso profissional momentâneo e sentiremos uma falsa felicidade.
O que acha de você, como profissional, refletirá em suas atitudes ao longo da carreira. O que você pensa sobre a empresa onde trabalha limitará suas atitudes a favor ou não da mesma. Realizei certa vez uma pesquisa em algumas empresas/clientes e cheguei a um resultado nada animador. Quase 90% dos conflitos e dos problemas de relacionamento interno nas organizações, que atuava como consultor, eram por causa de referencias mentais, ou seja, de paradigmas.
Veja o que acontece.
Numa noite escura um navio de guerra avista uma luz muito longe. O capitão da embarcação envia a seguinte mensagem:
- Estamos em rota de colisão. Altere seu curso em 20 graus.
A resposta que eles tiveram foi:

  • É melhor vocês alterarem o curso em 20 graus.
  • Aqui é um capitão de um grande porta-aviões, é melhor vocês alterarem em 20 graus - foi a resposta retrucada.
  • Aqui é um farol terrestre, alterem seu curso em 20 graus.

Situações similares são comuns de ocorrerem nas empresas, pois colegas de trabalho entram em conflito por defenderem paradigmas. Hoje o mercado precisa de profissionais que estejam dispostos a reverem seus paradigmas, a encontrarem novas alternativas para questões profissionais, que tenham uma tendência natural para mudanças. Quer uma dica de um amigo? Por experiência própria, não seja "cabeça dura". Reveja seus conceitos, suas referências mentais e cresça profissionalmente. Quando você muda seus paradigmas mudarão também, suas atitudes e, por sua vez, você colherá os resultados esperados.
fonte: www.rh.com.br
Jeremias Oberherr